• Fone/Fax: (47) 3351 - 1373
Foto Sintrivest comemora Dia da Costureira
  • 25/05/2018

Sintrivest comemora Dia da Costureira

Uma profissão tão antiga quanto a história da própria humanidade. Para se aquecer do frio surgiram as formas mais rudimentares de vestimentas que hoje, aliadas aos padrões de moda e tecnologia, são indispensáveis em todo o mundo.
Costurar moda é uma obra de arte. O processo inicia ainda na imaginação, ganha traços em desenhos, mas é diante de uma máquina de costura que a magia acontece. Escolha da linha, destreza na agulha, agilidade na condução do tecido. Puxa daqui, estica dali, vira de lá... A atenção em cada detalhe e o amor aplicado na execução do ofício ganham, por final, o destaque merecido: as vitrines do Brasil e do mundo.
O mercado da moda é importante para a economia. Em Brusque o impacto é ainda maior, já que a cidade é reconhecida como a Capital da Pronta Entrega e destino certo para turistas que apreciam as novidades de cada estação. Ser costureira ou costureiro no município é viver com a certeza de se estar diante dos holofotes da moda no país.
“Por tudo isso, o dia 25 de Maio é uma data importante e nós precisamos celebrar. Em outros anos realizamos o Desfile das Costureiras que, em 2018 não foi possível viabilizar. Ainda assim, nesta sexta-feira, preparamos uma programação especial para quem passar pelo Sintrivest. Estamos fazendo cadastros para que as costureiras e costureiros participem do sorteio de brindes e, ao mesmo tempo, uma profissional da beleza estará no local, oferecendo dicas e sessões de maquiagem”, explica a presidente do Sintrivest, Marli Leandro.
Segundo ela, o profissional da costura em Brusque dificilmente fica sem trabalho, já que é registrada a carência desta mão de obra. Por conta disso, universidades e escolas técnicas oferecem formação na área e estimulam a prática da profissão.
O Sintrivest, por sua vez, há mais de três décadas é um forte aliado do trabalhador do setor e atua na defesa do profissional, sempre em busca de saúde e qualidade de vida. “Também agregamos pessoas das áreas de bordados, couro e calçado, mas o forte mesmo é a confecção, com milhares de trabalhadores inventando moda todos os dias. Por isso, parabenizamos as pessoas que escolheram esta profissão tão bonita e que não é possível de ser substituída por nenhuma máquina. Deixo o nosso forte abraço a todas as costureiras e costureiras, principalmente os associados ao Sintrivest”, completa Marli.

Últimas Notícias

Tags