• Fone/Fax: (47) 3351 - 1373
Foto O peso da inflação no bolso dos trabalhadores
  • 30/06/2022

O peso da inflação no bolso dos trabalhadores

Você sabe o que é Inflação? Como ela é calculada? E de que forma ela impacta no seu bolso?
Como forma de orientar os trabalhadores e trabalhadoras sobre os impactos econômicos do que têm ocorrido no país, como a perda de renda, inflação, entre outros, e como isso afeta diretamente no dia a dia da classe trabalhadora, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Vestuário de Brusque, Guabiruba e Botuverá (Sintrivest) compartilha novamente algumas informações a respeito desses assuntos.

Inflação
De acordo com informações do Banco Central do Brasil, inflação é considerada o aumento dos preços de produtos, bens e serviços que implica na diminuição do poder de compra da moeda.
O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, calcula a inflação do país pelos índices de preços, comumente chamados de índices de inflação. O IBGE produz dois dos mais importantes índices de preços: o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), considerado o oficial pelo governo federal, e o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).
O propósito de ambos é medir a variação de preços de uma cesta de produtos e serviços consumida pela população. O resultado mostra se os preços aumentaram ou diminuíram de um mês para o outro.

Valores
O valor do IPCA em maio foi de 0,47%. O valor acumulado do índice nos últimos 12 meses chegou a 11, 73% (até maio de 2022). Já o INPC de maio ficou em 0,45%, sendo que o acumulado dos últimos 12 meses chegou a 11,90%. Os dados foram os últimos divulgados em 9 de junho pelo IBGE.

Impactos
Além disso, segundo informações do Banco Central, a alta da inflação no país provoca incertezas na economia, desestimulando o investimento e, assim, prejudicando o crescimento econômico.
Os preços relativos ficam distorcidos, gerando várias ineficiências na economia. As pessoas e firmas perdem noção dos preços relativos e, assim, fica difícil avaliar se algo está barato ou caro. A inflação afeta particularmente as camadas menos favorecidas da população, pois essas têm menos acesso a instrumentos financeiros para se defender da inflação.

Poder de compra
Outra orientação do IBGE é em relação a variação dos salários, de um ano para o outro. Ou seja: se o salário do trabalhador for menor do que o IPCA, ele perde seu poder de compra, pois os preços sobem mais do que a sua renda. Se a inflação e o salário dele têm a mesma variação, o poder de compra dele se mantém. Entretanto, se ele receber um aumento acima do IPCA, seu poder de compra aumentará.
Entretanto, desde 2020 a população tem sofrido com os impactos da pandemia na economia. Dessa forma, a inflação tem aumentado no país, ultrapassado os índices de 10%. Desta forma, a queda no poder de compra dos trabalhadores tem sido afetada diretamente, principalmente por conta do aumento dos valores dos produtos da cesta básica, como carne, café, óleo tomate, entre outros, sem contar do gás de cozinha. Outro produto que tem tido um grande aumento foram os combustíveis, impactados, assim como outros insumos, também pela guerra entre Ucrânia e Rússia.

Mais uma vez o Sintrivest reforça que é necessário que o trabalhador entenda e se conscientize sobre a atual situação econômica, sobre as perdas que têm ocorrido, sobre a importância da atuação dos sindicatos na preservação de seus direitos e como é possível mudar essa realidade, por meio da conscientização e do processo eleitoral que ocorrerá em outubro deste ano.


(*Fontes:
https://www.bcb.gov.br/controleinflacao/oqueinflacao
https://www.ibge.gov.br/explica/inflacao.php
https://www.dieese.org.br/boletimespecial/2022/1deMaio.html
https://g1.globo.com/economia/noticia/2022/06/27/com-inflacao-acumulada-em-12percent-presidente-do-bc-diz-em-portugal-que-pior-momento-ja-passou.ghtml
https://www.remessaonline.com.br/blog/inpc-acumulado )

Últimas Notícias

Tags